segunda-feira, 20 de abril de 2009

Futebóis

Todos os meus seguidores, não só os do blogue mas também os desconhecidos que me seguem na rua, sabem que sou adepto de futebóis. Não confundir com foot boys, isto apesar de cada vez mais se utilizarem estrangeirismos sem necessidade.
Não sei se ouvi esta pérola no recente jogo do SCP ou do SLB, mas defendia o iluminado que relatava o jogo, que os defesas do adversário "são muito sofetes". Ora, como os homens do relato têm a mania de dar outra entoação às palavras, de forma a dar alguma emoção à coisa, julguei que o tal iluminado queria dizer que na defesa dos clubes pequenos "é só aftas". Bem sei que tal comentário não faria sentido, mas a bem da coerência, pareceu-me uma coisa normal de se dizer.
Que se use uma estrangeirice ainda vá (still go em estrangeirismo), mas pelo menos que se use bem: o plural de soft é soft!
Outra coisa que não entendo é esta insistência na utilização de novas tecnologias a bem da verdade desportiva e tal. Não me interpretem mal, sou a favor da verdade desportiva mas parece-me patético dizer-se novas tecnologias. Não creio que os boys (que têm como jobs) mandar nos futebóis (então mas estou a contradizer-me no que toca ao recurso aos estrangeirismos? Não, estou apenas a ser ironic) fossem optar por tecnologias antigas. Tanta apreensão para depois mudar para tecnologias antigas? Não creio. Quando optarem por esse caminho, das duas umas, ou implementam tecnologias ou tecnologias de ponta. Novas tecnologias é que não!

1 comentário:

Dinis Lapa disse...

gosto muito deste texto. inteligente, witty!