sábado, 24 de janeiro de 2009

Em Portugal, para ser 1º ministro não chega

Americano de 67 anos acumula 27 cursos académicos, sendo 20 mestrados

Não é mau CV, não senhor. No entanto, para ser 1º ministro em Portugal não chega. A não ser que houvesse algum tipo de marosca na obtenção dos cursos, assim já teria algumas hipóteses.

8 comentários:

Anónimo disse...

Bem dedicaste-te mesmo à politica....mas apreciava mais o teu grande humor em outros assuntos mais banais ;)
Paté

Cláudia L. disse...

Eu subscrevo a opinião da Patê, porém este é um assunto de importância para o mundo.

Nota: Ó Nuno, haverá a possibilidade remota de retirares esta confirmação de letras verdes que surge aqui em baixo? É que é chato como tudo.

nuno brolock disse...

Sim concordo e se repararem a piada é sempre a mesma. Aliás, quando em 1997 o Herman José apareceu com aqueles bonecos do norte que se reuniam nas caves do vinho do Porto, o Sr. Engenheiro já era uma piada ao pseudo-engenheiro que nós temos na política!

Cláudia L. disse...

Mas ele não é engenheiro. Era só a brincar.
Aliás, para fazer o que ele faz só se tirou Engenharia dos Materiais.

Nota: já não há letras!!! iupi!

Dinis Lapa disse...

Pois eu cá gosto que enveredes pela política. Ainda por cima noto que mudaste. És mais crítico que nos tempos da faculdade.

Em relação a este senhor, tenho a dizer que o que eu queria era estudar para sempre, pero tal no es posible.

nuno brolock disse...

Sim Dinis, notas bem.

Ps- se querias estudar para sempre, porque razão é que nos tempos da faculdade não estudavas?

sof disse...

pensava que era: americano de 27 anos acumula 67 cursos.

era uma média de 2 cursos e meio por ano.

Mas este com 67 anos ainda anda a tentar descobrir o que quer ser quando for grande..

nuno brolock disse...

Se calhar é anão!