quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Ainda sobre a borrada que fiz ontem de madrugada

Perder textos não é assim tão grave. Palavras leva-as o vento. No meu caso quem as levou foi a minha estupidez. Mas, escrevia eu, não vem nenhum mal ao mundo por ter perdido quase 50 textos. É certo que alguns deles tinham piada e deram-me muito prazer escrever. Nem tão pouco é o caso de e agora?? tantas pessoas que nunca poderão ler o que eu escrevi. Não exageremos. O que mais me chateia é o facto de perder a interactividade com os meus leitores - bem como os seus comentários iluminados - , algo que estava a acontecer com mais frequência desde o início do ano, e ainda o facto de se perder o registo, a contagem, o historial, a meta alcançada. E que raio vou fazer a este confetis todos? A posta nº 100 estava aqui tão perto!

3 comentários:

Cláudia L. disse...

Houve aqui um buraco na história no apitó combloguio... uma quebra no tempo. E pior, irrecuperável.

Desculpa o drama, mas hoje quando aqui cheguei, notei que faltava aqui qualquer coisa. E tumba, 48 postas desaparecidas em combate.

Astromar disse...

Epá, nostalgias à parte, esta é uma oportunidade de olhar este blog como um comboio para o futuro!

Sim, eu sei que não foi a mim que me aconteceu mas estou seguro que era assim que reagiria.

Aliás, tu já demonstraste a tua disposição optimista com este post.

Grande Abraço.

Ricardo Batista disse...

Começa a guardar uma cópia dos textos em word no teu pc. Seria um grande galo voltares a apagar as tuas postas todas e em simultâneo teres um problema no disco. Seria.

Mas pelo sim, pelo não, é uma segurança extra.

Hasta,